Namorada

Namorada,
Nathan de Castro

Vestida de canções, ainda te vejo
num quadro na parede da memória
e o teu olhar acende esse desejo
de tê-la sempre e sempre em minha história.

Porquanto, sigo os trilhos desse brejo
e acendo a luz da antiga trajetória
na espera de encontrar algum lampejo
que saiba o pódio e os louros da vitória.

Eternamente a minha namorada,
a luz destes sonetos que um poeta
apaixonado, escreve, e, não se cansa

de repetir bem alto: -Oh! Esperança,
sem o teu beijo a estrela é esta caneta,
sem teu amor, o verso não é nada!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: